domingo, 8 de novembro de 2009

As lindas pulseiras ecológicas

A artista Maíra Fontoura, de Porto Alegre, criou essas lindas pulseiras feitas a partir de caixas de leite. Já fiz e adorei. O resultado ficou lindo e elas são muito fáceis de fazer. Aproveitei uns restos de nylon de uma fantasia e ficaram lindas. Vou apresentá-las para o grupo de mães que fazem parte do projeto ambiental da minha escola agora na quarta-feira. Depois mostrarei os resultados.

O passo-a-passo está no site Aprenda Aqui e o blog da artista é o Reciclagem e Arte.

Reaproveitamento do lixo




Passei vários meses pesquisando em muitos sites, blogs e comunidades de artesanato do orkut procurando ideias para um projeto ambiental que está sendo desenvolvido na minha escola (o Cândido Machado). Fico cada vez mais encantada com a criatividade do brasileiro (principalmente das brasileiras) na questão do reaproveitamento de coisas que normalmente iria para o lixo.

Começo pelo reaproveitamento das garrafas pet, com o mais simples até o mais elaborado. Colocarei os sites de onde forem retiradas as imagens e o passo a passo (se houver).

Começando com a embalagem de bijoux.

O passo-a-passo da embalagem de pet está no blog Reciclar é arte.

Outro passo-a-passo: blog Peguei na rede

sábado, 18 de julho de 2009

Horta orgânica em casa


Fazer uma horta em casa aumenta o nosso contato com a natureza e melhora a nossa saúde, além da economia que fazemos todo mês.

As hortas orgânicas podem ser feitas em casas e apartamentos, precisando ser somente adaptadas ao espaço.

Leia mais no Portal Ecodesenvolvimento.

Imagem: Terracota Bolsas

domingo, 17 de maio de 2009

Receita de repelente para mosquito


Eu havia pedido aos amigos que, caso conhecessem alguma receita ecologicamente correta, que mandassem para que possamos continuar a campanha de substituição dos produtos químicos e prejudiciais ao meio ambiente por produtos mais naturais.

Repelente caseiro
Esta receita foi passada por pessoas de uma colônia de pescadores de Muriquí (Bahia) que nunca tiveram dengue ou 'afins'.
O excelente é que não intoxica; pode ser usado à vontade.
Ingredientes
- 1 garrafa de álcool;
- meio vidrinho de óleo para bebê, para não desidratar a pele;
- 1 pacote de cravo (mais ou menos 30 cravos) da Índia em infusão por 4 horas.
É um excelente repelente caseiro para o mosquito da dengue, que pode ser usado por adolescentes e adultos, incluindo as mulheres grávidas.
Como usar o repelente caseiro
Pulverize o repelente caseiro em toda região do corpo exposta ao mosquito, como braços, rosto e pernas, e reaplique o repelente sempre que praticar esporte, suar, ou molhar-se. O tempo de duração do repelente na pele é de 3 horas, após este período ele deve ser reaplicado em toda a pele sujeita à picadas.

Fonte: Tua Saúde

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Casa feita de papel reciclado


Autor da Obra: Portal Ecodesenvolvimento
Uma alternativa de moradia para os sem tetos e desabrigados pode ser uma casa feita de papel reciclado e é a prova de água. Desenvolvida por uma empresa suiça, ela é resistente, barata e fácil de montar. A casa é feita com uma mistura de resina e celulose, que vem de papel reciclado de jornais e papelão. Ela pode ter dois quartos, cozinha e varanda. Uma ala com banheiro pode ser vendida separadamente.
A casa foi desenvolvida pelos arquitetos da Universidade de Bauhaus e utiliza a mesma tecnologia da construção de aviões, onde o peso e a resistência são fatores fundamentais.
Para mais informações sobre Sustentabilidade: http://www.ecodesenvolvimento.org.br/

sábado, 31 de janeiro de 2009

As árvores não precisam de poda


Sempre quando saio às ruas de minha cidade fico abismada com o estado das árvores. Confinadas num pequeno espaço, muitas vezes estão com cimento ou asfalto em volta de todo o tronco. Não sei como consegue chegar água até as raízes. Já vi esses absurdos até em escolas.

Outro absurdo é a poda desnecessária das árvores. Poda não, mutilação. Muitas vezes as coitadas são tão mutiladas que não conseguem sobreviver por muito tempo. Embora venha brotação nova quando se corta os galhos, as feridas abertas tornam-se foco para a entrada de insetos e doenças que acabarão por apodrecê-la. Mas não é só nas ruas que se podam árvores, nos jardins particulares isso também acontece.Ela só se justificaria se fosse para tirar os galhos próximos aos fios da rede elétrica. Mesmo assim, deveria haver o cuidado com a cicatrização do corte após a poda. Segundo Lutzemberger no texto A absurda poda anual, existe uma espécie de resina para passar no corte da árvore, mas na falta dela dá para fechar o ferimento com tinta, o importante é não deixar aberta a ferida para que doenças possam atacar as árvores mutiladas.

Devemos pensar nas árvores como seres vivos que merecem cuidados. Afinal de contas,como é que as árvores das florestas não são podadas e são sadias?
O tronco da árvore é totalmente envolvido pelo asfalto. Deveria ser deixado um espaço de no mínimo 2 m² em volta do tronco para árvores de porte médio e 3 m² para as de porte grande.

Para maiores informações sobre o assunto: Fundação Gaia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...