segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Super hidratação com leite de coco e limão funciona

Imagem: Vive por mas tiempo

Assisti a vários vídeos para saber se o tal do alisamento natural com leite de coco e limão funcionava. Eu não estava interessada em alisar o cabelo porque o meu já é liso, mas é grosso e com volume, tanto que optei por usar o cabelo curto faz anos por causa disso. Pelos vídeos notei que as pessoas ficavam encantadas com a maciez e o brilho do cabelo. Então resolvi fazer o meu preparado caseiro usando as dicas que vi nos vídeos.

Na verdade, trata-se de uma super hidratação que o cabelo recebe. Preparei as 10 colheres de sopa de leite de coco gelado com uma colher de sopa de limão também gelado. Outro vídeo dizia que para cada 100 ml de leite de coco usar uma colher de limão, o que dá praticamente a mesma coisa que as 10 colheres de sopa do leite de coco. Outra receita diz que para cada 200 ml de leite de coco colocar o suco de um limão.

Comprei o leite de coco mais baratinho que achei, da marca Ingá, e que vem em uma garrafinha de plástico. Passei no meu cabelo, não como ensinava o vídeo, com um pente, porque fica bem liquido, mas ia despejando na palma da mão e aplicava no cabelo como se estivesse lavando. Foi bem rápido para passar porque tenho cabelo curto. Sobrou metade e eu dei para minha irmã passar no cabelo dela. Fiquei as duas horas que os vídeos aconselhavam, mas a minha irmã ficou o tempo mínimo de uma hora. Sabe qual foi o resultado? O cabelo ficou super macio e com muito brilho. A minha irmã teve que colocar grampos na lateral do cabelo, que teimava em cair no rosto dela. Ela não estava acostumada com o cabelo tão macio, porque não liga a mínima para esses cuidados de beleza, não tem paciência, o negócio dela é lavar, passar um condicionador e pintar de vez em quando.

Agora a nossa meta é fazer com que minha sobrinha e minha sobrinha neta passem nos cabelos delas, já a sobrinha usa muito a chapinha e a minha sobrinha neta tem o cabelo encaracolado e com frizz. Os cremes que elas usam, principalmente a Malu que tem o cabelo encaracolado, são caros. Essa solução caseira é barata, o leite de coco saiu menos de R$ 3,00 a garrafinha de 200 ml, que dá para passar umas duas vezes se não tiver o cabelo muito longo.
Não tirei foto dos meus cabelos porque a maciez não dá para fotografar, mas tem muitos vídeos falando sobre o assunto.
Um abração!
Fonte: Pinterest

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Pasta de dente natural sem flúor com óleo de coco

Para você que está buscando alternativas mais naturais e com ingredientes caseiros, a receita de hoje é de uma pasta de dente que tem apenas dois ingredientes: o óleo de coco e o bicarbonato de sódio. Essa pasta tem um sabor salgado por causa do bicarbonato, por isso a receita traz também as opções de colocar gotinhas de óleo essencial de hortelã para refrescar e o adoçante stevia para quem não gosta do sabor salgado do bicarbonato.

"Em pesquisa recente, cientistas testaram o óleo de coco na bactéria steptococcus mutans – responsável por causar erosão dental – e descobriram que o líquido da fruta é capaz de matar esta bactéria prejudicial aos dentes devendo, em breve, ser o ingrediente principal das pastas de dente e dos enxagues bucais". (Site Comendo com os Olhos)

"O óleo de coco tem propriedades antifúngicas, anti-inflamatórias e foi comprovado que ele combate bactérias nocivas para a boca. O bicarbonato de sódio, por sua vez, tem duas funções: ele retira através da abrasão a placa dos dentes, reduzindo casos de gengivite e por ser alcalino, cria um ambiente com Ph inadequado para a proliferação das bactérias". ( Blog Um ano sem lixo, da Cristal Muniz)

Ingredientes
3 colheres de sopa de óleo de coco sólido
1 colher de sopa de bicarbonato de sódio
10-15 gotas de óleo essencial de hortelã (opcional)
2 colheres de chá de adoçante natural stevia (opcional)
Como fazer
Misture tudo em um pote (preferencialmente de vidro). Aplique com uma colherinha a quantidade parecida com a da pasta de dente normal na sua escova. Se o óleo de coco estiver líquido, deixe ele em geladeira até solidificar. Guarde no potinho no banheiro. Essa quantidade dura cerca de 1 mês para 1 pessoa adulta.
Ficou assim. Coloquei em um vidrinho pequeno desses de papinha de bebê.
Essa receita fiz há alguns dias, por isso o vidro não está cheio.
Dicas:
Lavar a pia com água quente e sabão de coco frequentemente, porque o óleo de coco se deposita ali.
A escova também fica engordurada, você pode passar água quente nela ou como eu faço, que é lavá-la com sabão de coco após cada escovação.

Eu fiz e aprovei. Como não tenho nenhum problema com o gosto salgado do bicarbonato de sódio, não coloquei o óleo essencial e nem o adoçante.
Essa receita aprendi AQUI

Outras receitas de pasta de dente natural

1) Óleo de coco
Misture 2 colheres de sopa de óleo de coco, 3 colheres de sopa de bicarbonato de sódio, 10 gotas de óleo essencial de hortelã, 1 pitada de pó de estévia (melhor usar as folhas de stevia seca e pulverizada). Use uma 1 colher de chá para aplicá-lo sobre a escova sem contaminar o resto do vidro, porque o óleo de coco pode ficar rançoso. Aconselho a guardar na geladeira.
2) O óleo de neem
Para preparar este creme dental você terá que misturar a 1 xícara de óleo de coco, ¼ xícara de bicarbonato de sódio, 10 gotas de óleo ou extrato de neem, 1 colher de chá de óleo essencial de hortelã ou canela. Se o óleo de coco estiver sólido, será bom derretê-lo em banho-maria para misturar bem os outros ingredientes.
3) Pasta de dentes com água oxigenada
Você pode usar água oxigenada para ajudar o clareamento do esmalte dentário e a desinfeção de sua cavidade bucal. Use uma vez por semana. Misture 2 colheres de chá de água oxigenada a 3 colheres de chá de bicarbonato de sódio, até formar uma pasta homogênea. Você poderá adicionar uma gota de óleo essencial de hortelã.
4) Creme dental de bicarbonato de sódio
Este é um remédio muito simples, para usar como uma pasta dentífrica branqueadora, uma vez por semana. Misture uma colher de chá de bicarbonato de sódio em um copo de água, mexa e deixe sua escova de dentes na solução por um tempo e em seguida, escove seus dentes.

Fontes:
http://www.umanosemlixo.com/2015/10/escovando-os-dentes-sem-produzir-lixo-receita-de-como-fazer-pasta-de-dentes-em-casa-natural-sem-fluor-com-oleo-de-coco-e-bicarbonato-de-sodio.html
https://www.greenme.com.br/como-fazer/3373-pasta-de-dente-feita-em-casa
http://comendocomosolhos.com/cientistas-revelam-que-oleo-de-coco-e-melhor-que-qualquer-pasta-de-dente/

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Receita de desodorante natural de óleo de coco - aprovadíssima

Faz algum tempo que venho buscando alternativas mais naturais para a higiene pessoal. Hoje vou mostrar uma receita que uso e aprovo e que é feita com óleo de coco, bicarbonato de sódio e amido de milho. Decidi publicar essa receita, porque nessa semana conheci na farmácia uma senhora que queria um desodorante que fosse bom para a neta dela que não tinha se acertado com nenhum desodorante industrializado. Aí sugeri para ela esse desodorante, que pode ser feito em casa.

Desodorante
Durante um tempo usei o óleo de coco sozinho como desodorante, depois comecei a misturar com o bicarbonato, até que achei uma receita na internet em que se acrescenta amido de araruta ou amido de milho aos dois ingredientes.
Ingredientes
1/4 de xícara de bicarbonato de sódio
1/4 de xícara de amido de araruta ou amido de milho (usei o amido de milho que tinha em casa)
5 a 6 colheres (sopa) de óleo vegetal de coco em seu estado sólido (usei 5 colheres)
Modo de preparo:
- Acrescente partes iguais de bicarbonato de sódio e amido de araruta (ou o amido de milho).
- Misture bem.
- Aos poucos acrescente as colheres de óleo de coco e vá misturando com a ajuda de uma colher até obter uma pasta homogênea e firme. Caso fique um pouco mole, acrescente mais amido.
- Depois é só guardar em um recipiente com tampa. Você pode usar embalagens antigas de desodorante ou potinhos de vidro ou plástico e aplicar com os dedos.

- Esta receita de desodorante dura até 3 meses, para uso de duas pessoas diariamente.
Por experiência própria posso dizer que não mancha a roupa e o cheiro é delicioso, mas fraquinho. Acredito que não vá "brigar" com o perfume que você esteja usando.
Se você preferir pode aromatizar o seu desodorante com óleos essenciais bactericidas, como o tea tree ou refrescantes, como a hortelã-pimenta. Também tem os florais, como o ylang ylang.
Essa receita aprendi AQUI.

Fonte:
http://quintaldebruxa.blogspot.com.br/2013/07/desodorante-natural-de-oleo-de-coco.html

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Organizadores de gavetas com material reciclável

Depois do post sobre organização e limpeza dos quartos, pensei o quanto seria interessante aproveitar os materiais recicláveis, que normalmente são colocados no lixo, organizando as nossas gavetas. As ideias abaixo foram coletados da internet e a maior parte delas tem o passo a passo (o link é colocado abaixo das fotos).
Organizador de gavetas com potes de sorvete
Imagem: Rosely Pignataro
Organizador de garrafa pet
Imagem: Tu Organizas
O passo a passo está AQUI.
Organizador de caixa de leite
Imagem: Artesanato passo a passo
AQUI o passo a passo.
Organizador com caixas de cereal
Imagem: IHeart Organizing
AQUI o passo a passo.
Organizador com copos de iogurte
Imagem: Reciclagem no Meio Ambiente
AQUI o passo a passo.
Organizador com caixas de sapato
Use caixa de sandálias rasteirinhas, que são baixas. para organizar as gavetas.
Imagem: Casa e Jardim
Esse vídeo ensina a dobrar camisetas, bermudas e pijamas 
Fonte: Casa.com.br

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Dicas fáceis para organização e limpeza do quarto

O quarto é o nosso local de descanso e onde reabastecemos as nossas baterias com o sono. Também pode ser o nosso local de leitura ou onde produzimos os nossos "escritos". Para que o ambiente fique relaxante e tranquilo,  é importante que seja um ambiente limpo e organizado. Costumo seguir algumas dicas, que tem me ajudado muito nessa tarefa.
Imagem: Pinterest
Rotina de limpeza no quarto

Toda manhã, pegue e leve embora tudo o que não pertence ao quarto, como copos, pratos, biscoitinhos, etc. Arrume a cama, que é uma tarefa que pode ser feita em apenas um minuto.
Antes de dormir, invista uns poucos minutos para pendurar ou guardar as roupas que você ainda vai usar e coloque o resto no cesto de roupa suja ou no saco que você vai levar para a lavanderia.
Ao menos uma vez por semana, abra as janelas para arejar todos os quartos de dormir. Sua faxina semanal deve incluir as seguintes tarefas:
* Arrumar a parte superior da cômoda.
* Guardar as roupas limpas.
* Espanar as tapeçarias e objetos de decoração.
* Lustrar todos os móveis de madeira.
* Tirar a poeira das lâmpadas, globos e cúpulas do abajur.
* Trocar lençóis e fronhas.
* Limpar as tomadas e os interruptores de parede.
* Sacudir todos os tapetes pequenos.
* Passar aspirador no chão.

Quando estiver limpando o chão do quarto, varrer embaixo da cama e verifique se não rolou para baixo dela alguns calçados ou outros objetos. Use um pano úmido para retirar a poeira do chão onde não houver carpete ou outro tipo de revestimento. Ao menos uma vez por mês, limpe os rodapés com um pano molhado. Tire a roupa de cama e lave, inclusive o travesseiro.

Arrumação de roupeiros e gavetas

Em vez de esperar um dia em que você tenha tempo para arrumar os roupeiros e as gavetas, o melhor é investir de 10 a 15 minutos por dia nessa tarefa, até estar com tudo arrumado. Enfrente uma tarefa de cada vez. Faça doação das roupas que você não usa mais.
Calçados. Doe os calçados que não usa mais e que estão em bom estado. Jogue no lixo aqueles que estão muito gastos e velhos. Guarde o resto. Organize os calçados por tipo (de trabalho, de passeio, esportivos) ou por cores. É bom ter uma prateleira, caixas empilhadas, saco ou sapateira para guardá-los. Caixas de plástico empilháveis protegem os sapatos da poeira e facilitam o trabalho de encontrar determinado par.
Você pode comprar essas caixas organizadoras(Pinterest)
Pode decorar a caixa do próprio sapato
Ou colocar um plástico transparente, fazendo uma espécie de janela para enxergar o calçado (Pinterest - Vila Mulher)

Acessórios. Guarde as bolsas, cintos e lenços num lugar só. Deixe à mão apenas aqueles que você costuma usar. com frequência. Doe ou venda aquilo que você não usa mais e que está em bom estado.
Se você tem muitas bolsas para guardar(Pinterest)
Roupas
a) Guarde as roupas fora da estação em separado ou no fundo do roupeiro. Aqui no Rio Grande do Sul temos invernos frios e chuvosos e verões quentes e abafados, então é muito necessário a separação das roupas por estação, já que os casacos são peças pesadas e que ocupam espaço.
b) Separe as roupas que precisam de conserto. Reserve um horário para fazer os consertos das roupas. Leve para uma costureira o que você não tem condições de consertar. Ou dê outra utilidade para elas. Camisetas velhas, por exemplo, são ótimos panos de limpeza, meias usadas lustram bem, enfim, use a sua criatividade para achar novos usos para as peças descartadas.
c) Experimente o que sobrou. Reserve um tempo para experimentar o que está no seu guarda-roupa e procure ficar com as peças que você mais gosta e que lhe caem bem. Doe ou venda o resto. Se você usa uma roupa eventualmente, guarde-a junto com as roupas fora da estação para ela não ficar ocupando espaço.
d) Separe roupas semelhantes e pendure-as juntas. Pendure todas as calças juntas e faça o mesmo com jaquetas, saias, blusas e vestidos. Você pode também organizar por cor as várias categorias de roupas.
Um roupeiro organizado (Pinterest)
Cômoda
a) Desocupe as gavetas. Use o mesmo método que usou para arrumar o roupeiro: tire as roupas que não servem mais, as coisas que não gosta ou não usa e peças fora da estação. Experimente tudo que sobrou. Só guarde nas gavetas as roupas que vestem bem.
b) Organize as gavetas. Guarde suas lingerie nas gavetas de cima e as peças mais pesadas nas gavetas de baixo. Reserve uma gaveta para cada tipo de roupa, como camisetas ou moletons. Se as gavetas estiverem cheias demais, instale prateleiras para ter espaço para guardar suéteres.
As roupas íntimas podem ficar na gaveta de cima da cômoda (Pinterest)
Imagem: Listotic

Armários e gavetas perfumados. Você pode usar sachês ou um produto para perfumar lençóis, por baixo do forro das gavetas e nas prateleiras do guarda-roupa.
Dicas para tirar cheiro ruim de armários e gavetas
Imagem: Lar Natural
Para tirar cheiro ruim do guarda-roupa e prevenir mofo, faça uma limpeza 1 vez por mês com vinagre de álcool branco: aplique em um pano e passe por todo o guarda-roupa, deixando evaporar com as portas abertas.
Para casos mais graves, tire todas as roupas do armário, ferva 1 litro de vinagre de álcool e coloque a vasilha dentro do armário, feche as portas e mantenha-as assim por 1 hora, depois passe um pano umedecido com o vinagre em todas as partes do armário: portas, prateleiras, gavetas, etc., e deixe arejar e secar por 2 horas. O mesmo vinagre pode ser fervido por até 5 vezes sem perder eficiência.
Espalhe vidrinhos com cal ou sal refinado de cozinha para diminuir a umidade.
Como preparar seu recipiente que tira a umidade do ambiente, AQUI.

Aromatizador de ambientes caseiro
Imagem: Pinterest
AQUI como fazer um aromatizador de ambientes e as essências recomendadas para os quartos.
AQUI organizadores de gavetas feitos com material reciclável.

Fonte - livro: SMALLIN, Donna. Casa limpa e arrumada: Organize-se para cuidar da limpeza sem deixar de viver. Editora Gente.
Fonte - internet: Pinterest, Lar Natural.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Parede com garrafas de vidro

A criatividade do ser humano é fantástica. Um exemplo de toda essa criatividade são as paredes feitas com garrafas de vidro. Essas paredes, quando entra a luz do sol através das garrafas coloridas, dão um efeito visual belíssimo, sem falar no reaproveitamento de um material que normalmente iria para o lixo. Ainda pretendo fazer a minha, só não tenho garrafas suficiente, mas vou ver o que posso inventar sem ser uma parede inteira. Abaixo, alguns exemplos de paredes feitas com garrafas de vidro pelo mundo.
Olha o efeito lindo dessas garrafas na parede!

Lindo demais!
A luminosidade natural e a beleza da luz do sol passando pelas garrafas.
Lindo vitral feito de garrafas.
Garrafões e garrafinhas dão esse efeito lindo.
Essas janelas de garrafas ficam na parte superior da parede.
Garrafas de vidro na parede do banheiro. A banheira foi feita com a mesma massa de barro da parede, com pedras grandes locais.
Garrafas de vidros azuis são lindas.
Os desenhos feitos com as garrafas.

Fonte: Construindo Sustentável, Lar Natural, Pinterest

domingo, 29 de janeiro de 2017

O roupeiro velho ganha cara nova

Esse roupeiro é bem velho. Desde que me conheço por gente sempre esteve em casa. Era dos meus pais e eu herdei. Gosto muito dele porque é de madeira maciça, mas de tempos em tempos dou uma renovada nele. Pode-se ver que é um roupeiro simples.
Eu tenho um problema aqui em casa, que é um problema comum na maioria das casas do Rio Grande do Sul: a umidade do inverno. Com o frio, a tendência é deixar as casas fechadas nessa estação e o resultado é desastroso, o mofo toma conta de tudo, principalmente no banheiro. Mas também as paredes e o teto dos outros cômodos da casa costumam ficar escuros.
Voltando ao roupeiro, já tive roupas mofadas mesmo guardadas. Percebi que devia dar mais ventilação a ele. Então resolvi tirar o miolo de madeira das portas do roupeiro, que já estavam danificadas, e colocar apenas tecido. Estiquei bem o tecido e grampeei com grampeador de móveis, que é uma ferramenta muito útil para quem é adepto do faça você mesmo.
Vamos ver agora no próximo inverno se vai dar certo essa solução. Eu costumo colocar giz dentro dos roupeiros para ajudar a absorver a umidade.
Abaixo,as transformações que esse roupeiro já passou.
A tinta já estava amarelada e feia 
O roupeiro foi raspado e lixado para tirar a tinta velha.
O miolo da porta foi retirado e foi colocado apenas tecido para ventilar melhor.
Recebeu três demãos de tinta esmalte à base de água, que é menos agressiva.
Aqui o detalhe da porta com o tecido, que foi colocado com grampeador de móveis.

sábado, 28 de janeiro de 2017

Uma nova chance para uma cadeira velha

Continuando com o reaproveitamento de móveis velhos, aceitei o desafio de deixar três cadeiras maltratadas pelo tempo, mas ainda muito fortes, com uma nova cara. Decidi que vou pintar a primeira delas de branco e as outras duas ainda estou pensando se pinto uma de cada cor ou se mantenho as três brancas. Pelo menos fiz a minha irmã desistir de querer comprar cadeiras novas. Tenho também uma mesa velha de madeira boa que também vai ganhar um trato e já temos os móveis "novos" da copa.
Em época de crise é que flui a criatividade e eu não admito que móveis de madeira boa e forte sejam colocados no lixo. A madeira tem um custo ambiental alto e temos que aproveitar ao máximo, principalmente se forem feitos de madeira forte e maciça como dessas cadeiras rústicas.
O antes e depois da cadeira velha.
Esse detalhe foi feito com a colagem de guardanapo para decoupage 
(só para quebrar um pouco com o branco).

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Uma nova mesinha lateral de duas peças avulsas e velhas

O mês de janeiro é o meu mês de férias e o meu divertimento preferido é...trabalhar. Faço tudo que não tenho tempo de fazer durante o ano. 
Vocês já ouviram falar que se guardamos alguma coisa por mais de um ano é porque não vamos mais usar? Comigo não funciona assim. Tinha duas peças guardadas há muito tempo. Vou mostrar para vocês uma mesinha lateral feita a partir de duas peças avulsas e bem velhas. Uma é o suporte de uma mesinha lateral velha, cujo tampo quebrou e não foi possível recuperar e que tinha guardado há mais de dois anos. Ganhei da cunhada, então não sei que idade tinha, mas os pés da mesa são de madeira boa e são torneados. Seria uma pena jogar no lixo. Depois vem o tampo de uma banqueta que comprei numa loja de móveis usados há anos e que a base quebrou (sentei um belo dia e fui ao chão - tenho 50 kg, não foi sobrepeso...). Aí resolvi unir aquele pé de mesa bonitinho com o tampo feio e manchado, mas que ainda dava para o gasto. O primeiro passo foi lavar o tampo mas as manchas do tecido não saíram, o segundo passo foi cobrir com um tecido bonitinho e novo. Grampeei o tecido no tampo depois de esticar bem. O segundo passo foi parafusar o pé da mesa no tampo. Simples assim. Não virou uma banqueta nova, porque não sei se a estrutura aguenta peso, mas ficou uma mesinha bem graciosa.
Quando eu tiver com tudo pintado (eu faço a pintura da casa também) e ajeitado eu mostro como ficou junto com os outros móveis. Espero que esse post tenha dado alguma ideia de reaproveitamento de peças que iriam para o lixo.
A união de duas peças avulsas formou uma nova peça.
O antes e depois de um velho tampo de uma banqueta quebrada.
O velho pé de mesinha lateral.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

A transformação de um banquinho que ia para o lixo

Eu fui criada por pais que não nos deixavam, a mim e aos meus irmãos, desperdiçar nada, desde alimento, roupas e devíamos aproveitar ao máximo tudo o que a gente tivesse. Muito provável isso viesse dos tempos de necessidade em que eles viveram. Mas isso ficou tão forte em mim que me transformou numa pessoa avessa ao consumismo. Eu olho alguma coisa e penso que ela pode vir a ser útil, às vezes a ideia não vem na hora, mas vai chegando aos poucos. Com o banquinho eu ia trabalhando com ele e a ideia do que fazer com ele ia surgindo. Esse banquinho estava velho, sujo, atirado no fundo do pátio e com a parte de baixo podre. Mas tirando a parte bem de baixo apodrecida, a madeira estava boa. Precisaria dar um jeito de colocar dois suportes que ficam na lateral que ajudam a dar firmeza no banquinho  e que não existiam mais. Consegui fazer os dois que faltavam com pedaços de madeira que achei.
Estava precisando muito de um banquinho baixo e foi muito divertido ver aquele horrível ir tomando forma e ficando tão lindinho. Quase não precisei prepará-lo para receber tinta porque ele estava bem curtido pelo tempo em que ficou lá fora tomando chuva, sol, vento...
A primeira etapa foi lavar, a segunda dar uma lixadinha de leve, a terceira foi passar três demãos de tinta esmalte branca a base de água, que é excelente porque não deixa cheiro e é menos agressiva, a quarta etapa foi colar um guardanapo para decoupage no assento e a última parte foi passar verniz transparente por cima do guardanapo para proteger e poder limpar sem danificar.
O resultado ficou assim. Amei! 




Aqui parte das pernas do banquinho velho que foram retiradas.
Achei nos meus arquivos do Picasa essa foto de 2012 quando o banquinho já era velho.

Outro banquinho
Esse banquinho fiz em 2012. O passo a passo está AQUI.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...